segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Pare de enganar os outros, e a si mesmo...


"Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em seu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade". (Mateus 7: 22,23)


É decepcionante saber que muitos estão apenas "brincando de ser crentes", vestem suas melhores roupas e freqüentam assiduamente aos cultos e reuniões programadas por essa ou por aquela igreja. Às vezes, são bons cumpridores dos horários estabelecidos e alguns são até compromissados com certos ministérios a eles confiados, ou seja, estão envolvidos com a obra do Senhor, mas não se envolvem verdadeiramente com o Senhor da obra... É lamentável! E quando eu digo "muito” é porque o número é realmente assustador...

Hoje, o que se vê são templos cheios de pessoas interesseiras: uns em busca somente de bênçãos - de prosperidades, outros em busca de cura física - de milagres, e ainda outros em busca de um rostinho lindo para ser o seu "par"...

O Senhor Jesus contou um parábola (relatada no Livro de Mateus, capitulo 22) em que faz semelhança entre o Reino de DEUS com uma festa de Casamento do filho do Rei: Este Rei mandou convite para todos os seus estimados, os que eram os seus preferidos, pessoas que ele havia separado para ser o seu povo, mas eles o recusaram (não foi exatamente isso que o povo de Israel fez com Jeová?), porém o Rei foi compassível, insistiu no convite, mas aquele povo obstinado fez pouco caso do banquete do Rei, inclusive mataram a quem o Rei lhes havia enviado (não foi exatamente isso que os judeus fizeram com Jesus Cristo?), e então se injuriou o Rei, e pediu que seus servos saíssem pelos quatro cantos convidando a TODOS que eles encontrassem tanto os maus quanto os bons (não foi exatamente isso que aconteceu aos gentios?), infelizmente não vieram todos, mas mesmo assim, um bom número de convivas se fez presente no Salão do Reino...

Todavia, o Rei distinguiu no meio daqueles, alguém que não trajava a adequada veste nupcial, alguém que se fazia parecer com os que haviam aceitado de coração o convite do Rei, mas que na verdade era apenas um “cata-festas”, desses que estão descritos lá em cima (no primeiro parágrafo) que apenas “brincam de ser crentes”... e o Rei o lançou para fora! Para as trevas eternas...

Cuidado! Talvez você esteja tentando enganar a DEUS, a Igreja ou a si mesmo, e até tem conseguido iludir aos dois últimos, mas a DEUS você não engana... Mude o seu conceito, a sua forma de pensar e de agir... Requeira do Senhor - enquanto é tempo - que Ele transforme o seu coração. Pare de enganar os outros e a você próprio, pois você está perdendo seu tempo e está atrapalhando os que verdadeiramente anseiam por DEUS.

Deus Abençoe...

Imagem: get floramar / texto: Cícero volney

Nenhum comentário:

Postar um comentário