quinta-feira, 22 de setembro de 2011

O abraço da jibóia...






→ Conta-se o caso de um saltimbanco que treinara uma jibóia a enlaçar-lhe o corpo, desenlaçando-se depois.

Uma noite ele percebeu, horrorizado, que o enorme réptil lhe apertava mais e mais o corpo. Gritou por socorro, mas a platéia julgou que isso fizesse parte do ato. Só deram pelo fato quando viram o homem desfalecendo e morrer no abraço da serpente.

Ouviu-se depois alguém dizer, ao abandonar o circo:
“Não importa o quanto se conheça esse animal, cobra é sempre cobra".

Acrescentarei: Não importa o quanto se conheça o pecado ou se pensa que é capaz de "domá-lo", pecado é sempre pecado e, por fim, ele vai te matar.

→ “O salário do pecado é a morte” (Romanos 6.23).

Deus Abençoe Sempre...

Imagem: get floramar / texto: *

Nenhum comentário:

Postar um comentário