sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Busca inútil...

→ Quando era ainda bem jovem Moody foi chamado para pregar em uma cerimônia fúnebre. Procurou em todos os quatro Evangelhos na tentativa de encontrar um sermão fúnebre de Cristo, mas a busca foi em vão. Ele descobriu que Jesus impediu todos os enterros aos quais freqüentou. A morte não podia existir onde ele estava. Quando os mortos ouviam a Sua voz, saltavam para a vida. O Senhor disse: "Eu sou a ressurreição e a vida.”

As histórias bíblicas nos relatam que por onde Jesus passava as bênçãos eram abundantes. As multidões se comprimiam junto a Ele porque sabiam que coisas maravilhosas aconteciam aos que dele se aproximavam. A morte não era capaz de resistir a Seu poder. As enfermidades não suportavam o som de Sua voz.

As necessidades fugiam rapidamente porque ao chegar Ele sempre supria todas as necessidades do povo. Os pães eram multiplicados, os peixes, por poucos que fossem, alimentavam milhares com fartura.

E que experiência temos tirado de tudo isso? Reclamamos da falta de dinheiro? Murmuramos quando alguma enfermidade nos atinge? Queixamo-nos de abandono e solidão? Mas Ele nos prometeu todo o cuidado e suprimento, deixou bem claro que é o Senhor que sara, acariciou-nos o coração e garantiu que estariam ao nosso lado todos os dias. Temos confiado nisso? A Palavra do Senhor tem sido o nosso alicerce ou a deixamos de lado, como um material dispensável na obra de construção de nossas vidas?

Quando Cristo está presente em todos os nossos momentos, nada temos que temer e nenhum motivo têm de nos queixar.

Ele é o nosso melhor Amigo, nosso Ajuda dor, nosso DEUS Todo Poderoso e a certeza de que nossos dias serão plenos de gozo e alegria.

Com Ele, a morte espiritual jamais se aproximará e a morte física simplesmente nos conduzirá à vida abundante e eterna.

→ "Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá" (João 11:25).

Deus Abençoe...

Imagem: get floramar / texto: Paulo roberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário