terça-feira, 11 de outubro de 2011

Você IMITA ou é IMITADO?... II

Você já sentiu vontade de fazer algo como fumar, pintar o cabelo, mudar o jeito de se vestir ou até perder a virgindade só porque soube que outras pessoas da turma fazem as mesmas coisas? Pode ser que já tenha pensado, mas logo se sentiu culpado, até mesmo em pensar nisso. Mas saiba algumas vezes, essa vontade vira uma obsessão e os jovens tornam-se alvo daquilo que os especialistas vêm chamando de “Peer Presure” ou Pressão do Grupo.

Trata-se de um tipo de trauma emocional que joga contra a individualidade, fazendo com que o jovem passe a agir baseado quase sempre em exemplos dos amigos.

Diferentemente do “bullying”, no qual alguns adolescentes forçam outros a fazer alguma coisa, na Pressão do Grupo o jovem sente-se obrigado a realizar algo apenas pela observação dos colegas. A motivação é sempre a mesma: sentir-se “encaixado” no grupo.

“Cada pessoa é única e merece poder ser como é”. Portanto, não se sinta pior por causa de alguma garota mais bonita, ou por um menino mais musculoso que você. Alguns são melhores em umas coisas, mas você pode ser melhor em outras.
Uma atitude que tomamos, por mais simplória e despropositada que seja, pode ter um efeito negativo sobre pessoas que são influenciadas por nós.

Um exemplo pode ser destrutivo ou edificante, dependendo de como agimos.

A Bíblia conta a história do Rei Assuero que, em meio a uma festa, pediu que sua rainha Vasti se apresentasse, para que contemplassem sua beleza. Mas ela negou, não lhe obedecendo. (Ester 1:20)

A Rainha Vasti também teve seus motivos para agir como agiu, mas o que ela não pensou é que seu exemplo poderia trazer desrespeito ao rei pelo povo e desrespeito aos homens pelas mulheres.

O Rei ficou furioso e viu que isso poderia acarretar uma grande crise no seu reino. Sabendo que a própria rainha não respeitava o rei, porque as outras mulheres obedeceriam a seus maridos? Então um rei enviou um mandado pelo reino, dizendo que a rainha Vasti seria substituída.

Muitas vezes nós também não pensamos sobre como influenciamos as pessoas. A força do seu exemplo pode ajudar a construir pessoas melhores ou piores, pessoas que muitas vezes você nem mesmo sabe que as influencia. Como cristãos temos uma responsabilidade de iluminar o mundo com a Luz de Cristo. Mas como estamos influenciando nossos irmãos, os influenciamos segundo Cristo ou segundo o mundo?

Seu exemplo influencia. Portanto seja um jovem segundo Cristo e faça com que seu exemplo traga vida e justiça.

Deus Abençoe você brother...

Imagem: get floramar / Texto: Silas Klein

2 comentários:

  1. Nós comos cristãos temos que ser exemplos a serem seguidos, assim como Paulo tbm foi, “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.” (1Co 11.1) ... que as pessoas possam ver a luz de Cristo em nós através das nossas atitudes...

    Post mto abençoado...
    qndo puder aparece tbm:
    http://acendaessaluz.blogspot.com

    ResponderExcluir